Linhas de Pesquisa

Essa área busca constituir uma base de conhecimentos sobre a gestão da inovação em organizações privadas e instituições públicas ou semi-públicas que apóiam de forma sistemática esforços especializados e direcionados à inovação tecnológica. Esses conhecimentos servem de apoio à consolidação de ferramentas de gestão de processos que envolvem a inovação. Os trabalhos desta área têm se orientado para o mapeamento de competências e para desenvolvimento de instrumentos de avaliação de resultados e de impactos, seja de programas tecnológicos, seja de organizações de pesquisa.

Área de Concentração: Política Científica e Tecnológica

Concentra-se no estudo das atividades de C&T entendidas como formas de ação social, especialmente no que diz respeito à compreensão do papel do conhecimento científico e técnico na sociedade. Os padrões de organização formal e informal que caracterizam essas atividades têm tido um papel importante na conformação das especificidades dessas atividades. Fazem parte das pesquisas recentes dessa área o estudo da cooperação científica internacional, a análise dos mecanismos de avaliação empregados pelas Agências de Fomento, a formação de institutos de pesquisa no Estado de São Paulo, a dinâmica da comunidade científica.

Área de Concentração: Política Científica e Tecnológica

Busca explorar as relações entre mudança tecnológica e mudança social. Examinam-se as implicações sociais das atuais tendências do progresso técnico, com ênfase em questões relativas ao emprego, à organização do trabalho e às qualificações e ao meio ambiente. Os trabalhos têm se orientado para o estudo dos impactos das novas tecnologias sobre a educação e sobre a qualificação da mão-de-obra e a análise das tecnologias verdes na indústria

Área de Concentração: Política Científica e Tecnológica

Esta linha de pesquisa tem por objetivo contribuir para a gestão das atividades relacionadas ao aproveitamento, disponibilização, uso e conservação de recursos minerais, energéticos e hídricos, de forma a prevenir, controlar e mitigar impactos deletérios para a sociedade e o meio ambiente. Do ponto de vista do desenvolvimento sustentável, é desejável a otimização do aproveitamento dos recursos naturais. Parte-se da premissa que a política e legislação de recursos naturais deve propiciar a transferência dos benefícios de seu aproveitamento para a sociedade. Por outro lado, a distribuição irregular dos recursos naturais tem adquirido importância crescente nos últimos anos, o que demanda a integração de políticas regionais, nacionais e internacionais.

Área de Concentração: Geologia e Recursos Naturais

Páginas