Departamentos

O Instituto de Geociências tem suas atividades dividas em três Departamentos, fundados em torno de linhas de pesquisa próprias. São estes:

Por meio das suas atividades de docência e pesquisa, o Departamento de Geografia tem como objetivo a análise, a interpretação e a explicação dos processos e fenômenos do presente em sua dimensão espacial a partir da articulação de escalas (o local, o global, o território nacional) dos novos fundamentos da região, do papel das fronteiras e das redes técnicas no período atual, dos novos nexos da constituição do lugar, da indissociabilidade entre elementos constitutivos do espaço natural e do espaço geográfico. As metas de produção de um conhecimento geográfico consistente, de formação de perquisadores, técnicos e professores são atingidas através das pesquisas nos níveis de graduação e pós-graduação e de disciplinas que contemplam os elementos constitucionais, relacionais e instrumentais da Geografia.

O DGRN tem como objetos de estudo o aproveitamento de recursos naturais e suas condicionantes geológicas, sociais, políticas, legais, econômicas e ambientais e, a natureza e origem das províncias metalogenéticas, dos reservatórios de petróleo e de outros recursos naturais do Brasil, visando estabelecer teorias e parâmetros que contribuam à descoberta e ao aproveitamento desses recursos". O Departamento almeja a formação de recursos humanos capazes de contribuir de forma autônoma, crítica e original ao desenvolvimento científico e tecnológico das Geociências, levando em conta o bem-estar e as necessidades de recursos naturais da sociedade, a preservação do ambiente e o desenvolvimento social e econômico do país.

O DPCT dedica grande ênfase às atividades de pesquisa no campo do desenvolvimento científico e tecnológico e da inovação, alimentando a docência de pós-graduação (mestrado e doutorado) e graduação com seus resultados. A evolução da Ciência e Tecnologia é um processo social e, como tal, condicionado por fatores de natureza politica, econômica e cultural. Com base em tratamento multidisciplinar, o DPCT se dedica à análise do processo de geração e difusão da inovação, à avaliação de suas implicações em países em desenvolvimento e à concepção de estratégia e mecanismos orientados ao desenvolvimento científico e tecnológico.